Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Sobre a autora

Filipa, 18 anos, estudante de psicologia. Sou apaixonada por livros, escrita, leitura, literatura e coisas que tais. Sou indecisa, e por vezes contradigo-me. Sou extremamente sonhadora, mas ao mesmo tempo gosto de manter os pés no chão.

Blog em funcionamento desde 30/12/2008



S.

Quinta-feira, 07.02.13

   Já sabem que eu tenho algumas desilusões a nível de amizade, mas também tenho os meus raios de luz, diamantes, ou como lhes quiserem chamar. Portanto, apetece-me partilhar com vocês um bocadinho de uma destas pessoas.

   A S. é uma amiga que eu adoro mesmo muito. Conheci-a há três anos, quando entrei para o secundário e ficámos na mesma turma. Começámo-nos a dar no décimo ano, mas foi no decorrer dos três anos que nos ficámos a relacionar realmente bem. Somos do mesmo signo: leão. Isto é estranho para mim, porque não me costumo dar especialmente bem com raparigas do mesmo signo que eu.

   Tenho saudades dela, felizmente amanhã estaremos juntas.

   Hoje estava sem mensagens, e a S. ligou-me de manhã. Há bocado mandou-me sete mensagens seguidinhas, super lindas, das quais a última dizia: "Eu sei que não tens mensagens, mas apeteceu-me e fica a mensagem que te queria passar... és a melhor das melhores! Tenho dito :*"

   Aqueceu-me o coração! O quão bom é ter uma amiga de quem gosto de verdade, e que sinto o retorno.

   Como entretanto carreguei o telemóvel, respondi-lhe:

   "Oh meu amor :) deixaste-me tão feliz ao ler as tuas mensagens... Várias foram as pessoas que passaram na minha vida, algumas deixaram marca e muitas foram embora... Espero que fiques, porque gosto mesmo muitíssimo de ti. Adoro ter-te como amiga, iluminas os meus dias! E sinto mesmo o que te estou a escrever, acredita. <3"

 

   Guardem as pessoas que vos aquecem o coração, porque amigos há poucos. Mas já alguém dizia, são poucos mas são bons.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

15 comentários

De Nuno Santos a 08.02.2013 às 00:41

É especialmente reconfortante saber que somos lembrados e acarinhados pelos verdadeiros Amigos. Muitos chegam e até chegam a tomar algum lugar de destaque para nós, mas tão depressa quanto chegam e se instalam vão embora e se afastam.

Custa-me admitir a mim próprio que cheguei a considerar pessoas como bons amigos e que essas mesmas pessoas de um dia para o outro (literalmente) se esquecem de mim, de querer saber como estou ou o que se tem passado.

Confesso que não sou a pessoa mais sociável e mais meiga e afável que possa existir, mas sei acarinhar e recompensar aqueles que me relembram e que se mostram verdadeiros amigos. Aqueles que me fazem rir quando estou no fundo do poço, aqueles que me dão na cabeça e se riem de mim quando necessário. Acima de tudo são tudo aquilo que precisamos, o verdadeiro sentido de amigo.

Aqueles que passaram, mesmo que voltem nunca mais conseguirão a mesma confiança, pelo menos de mim, pois que falha uma vez poderá falhar novamente. E farto de ser esquecido por quem tinha em boa conta estou eu farto...

Considerar a palavra amigo para algum pessoa tem muito que se lhe diga, pois não é uma matéria fácil de lidar e nem sempre é tão bom como parece ser.

PS: Desculpa o Testamento! =P

Comentar post